Casas da Amieira

Relaxe na
c’alma do alentejo

Calma, um estado de espírito, um modo de vida, tornado realidade através de uma estadia rural, perto de uma marina deslumbrante ao sabor da melhor cozinha regional.

O vocábulo "amieira ou amieiro" que designa "árvore frequente nas terras húmidas", pode estar na origem toponímica desta Freguesia. A proximidade da água de vários ribeiros, da própria ribeira da aldeia e especialmente do rio Degebe que atravessa a Freguesia, tornaria húmidas aquelas terras permitindo a abundância de vegetação própria, entre a qual os amieiros. Esta designação natural pode ter passado a identificar o lugar, juntamente com a identificação sagrada, atribuída à paróquia: Nª Sª das Neves da Amieira. Desconhece-se a data da fundação desta povoação, embora no “Livro dos Bens de D. João de Portel” já se encontrem referências a uma “Amieira de Maura”, no ano de 1263, quando se regista a doação de herdades ao novo donatário do termo de Portel (D. João Peres de Aboim), por parte de moradores no sítio da Amieira de Moura.

As Casas

Casas da Amieira

Casa Branco

Um T0 com espaço exterior partilhado com a Casa Carpa ideal para férias com amigos e família.

Casas da Amieira

Casa Carpa

Um T1 que partilha espaço exterior com a Casa Branco, ideal para umas férias com amigos e família.

Casas da Amieira

Casa Terracota

Um T2, com os quartos separados pelo espaço exterior de 20m2 que nos convida a relaxar…

Casas da Amieira

Casa Bedelho

Um T1 com uma alma gigante, localizado no largo mais charmoso da aldeia.

Localização

Casas da Amieira

Social

A c'alma
no Instagram